Impressão digital têxtil: conheça 2 fortes tendências

A FESPA é uma das grandes referências globais quando se trata de impressão digital têxtil.

Em suas feiras e iniciativas ao redor do mundo, sempre destaca o crescimento da estamparia digital e os mercados que ela vêm atingindo, seja vestuáriodecoração de interiores ou soft signage.

Isso acontece especialmente no Brasil, com a FESPA Digital Printing mostrando a cada ano o quanto esta área cresce e oferece oportunidades incríveis.

A especialista da FESPA Debbie McKeegan mostrou em um artigo recente 2 tendências de crescimento da impressão digital têxtil e nós vamos detalhar aqui para você.

 

Números da impressão digital têxtil

Antes, é preciso mostrar a força da indústria. Quando falamos apenas em impressão digital têxtil, ela está prevista para valer mais de US$ 8 bilhões até 2030 (Grand View Research).

Há especialistas apostando que 25% de toda a produção têxtil impressa será digital até 2040.

E 2 tendências se destacaram no início deste ano: a impressão têxtil digital de etapa única (impressão de pigmento direta em tecido) e o crescimento na demanda por impressoras digitais direct to film – impressão direta no filme (DTF).

 

Impressão digital têxtil de passada única

Para Debbie, a tendência mais significativa de 2023 é a mudança de oferecer têxtil digital em uma etapa, direto para o tecido com impressão de pigmento, e isso para todos – desde a pequena empresa até o volume industrial.

Ela simplifica o processo de fabricação e elimina a necessidade de recursos auxiliares muito valiosos: economia de água, energia e tempo no processo.

Na produção “One-Step”, o tecido não requer pré ou pós-tratamento, a produção final é toda cuidada e esses tecidos rolo a rolo estão prontos para serem despachados.

Entre estes equipamentos, estão de algumas marcas que fizeram parte da FESPA Digital Printing, como:

– Kornit Digital mostrou ao mercado em 2019 a Presto. A máquina de pigmento digital direto ao tecido de uma etapa foi um conceito revolucionário. Desde o lançamento, a Kornit continuou o desenvolvimento, adicionando um amaciante de tecido à tinta NeoPigment™ Robust, bem como a tecnologia XDI, permitindo a produção de efeitos de superfície diretamente no tecido impresso – como se fosse algo “3D” ou “bordado”.

Os tecidos resultantes são de cores vibrantes, macios ao toque e, como o processo usa tintas pigmentadas, está disponível para uso em toda a gama de composições de tecidos, desde seda e algodão até poliéster e misturas de poliéster. A marca é representa no Brasil pelo Grupo Bloom.

– MS Printing Solutions com a JP7 Pigment, oferecida com Digistar Pigment 4K, do JK Group, em uma tinta que não requer pré e pós-tratamento. De acordo com a MS, a solução JP7 completa reduz as etapas do processo de impressão digital em 50%, o consumo de água em 100% e reduz o consumo de energia. Também é representada no Brasil pelo Grupo Bloom.

– Atexco com seu modelo X-1-Pro, que usa nove cabeçotes de impressão, 2 para pré-tratamento, seis para tintas e 1 para pós-tratamento, que com fixação em linha oferece um processo verdadeiramente de uma etapa. A marca é representada pela WiPrime no Brasil.

À medida que 2023 avança, há uma gama maior de máquinas e tintas One-Step para escolher, com vendas refletindo o interesse demonstrado.

Impressão digital Direct to Film (DTF)

O segundo movimento significativo no mercado é o crescimento da demanda por impressoras digitais Direct to Film (DTF), ou impressão direta no filme.

A tecnologia DTF estava em segundo plano há anos e foi adotada primeiro por pequenas e médias empresas, gráficas artesanais e independentes. As máquinas oferecidas eram dispositivos do tipo desktop, de pequena escala.

No entanto, o DTF tornou-se mais forte no ano passado, com o surgimento de tecnologias DTF de produção de maior volume que abriram o mercado – com ênfase em roupas esportivas e uniforme personalizados.

O sucesso das novas máquinas é resultado direto de inovações que proporcionam uma taxa de produção muito mais rápida – o filme é primeiro impresso digitalmente, usado imediatamente ou armazenado antes de ser transferido para as roupas.

O DTF oferece à impressora um processo de produção variável, que seria mais barato que o DTG, com maior facilidade de uso. Ele demonstra mais uma vez a mudança do mercado para soluções de impressão em linha de uma etapa.

– A TxF150-75 é a primeira impressora DTF (Direct-to-Film) da Mimaki e conta com a tecnologia Mimaki para superar problemas comuns de ejeção de tinta e sedimentação de tinta das impressoras DTF atuais. Ao usar a tinta de pigmento de transferência de calor Mimaki, que adquiriu a certificação ECO Passport, garante uma impressão agradável à pele com alta qualidade de imagem.

– A impressora híbrida SureColor F2270 da Epson para impressão direta na roupa (DTG) e direta no filme (DTF) chegou ao mercado. A impressora híbrida SureColor F2270 DTG incorpora recursos de impressão DTF e vai além da impressão tradicional de vestuário e transferência para uma ampla variedade de materiais.

A marcha do DTF tem potencial de perturbar o mercado DTG. O DTF também viu um progresso nos desenvolvimentos de tinta: a Dupont, por exemplo, agora oferece tintas de pigmento direto ao filme (DTF) Artistri® P1600. O conjunto de tintas permite a criação de perfis com volume de tinta reduzido, proporcionando eficiência e produtividade, pois o equipamento funciona de forma mais limpa por mais tempo.

Conclusão

Como visto na série de novos desenvolvimentos acima, o crescimento das impressoras One-Step Digital Pigment e o avanço da impressão digital DTF forneceram dois caminhos vibrantes para o crescimento da Comunidade Têxtil Digital.

Ambas as tendências mostram que a indústria de impressão digital está olhando todos os horizontes tecnológicos para continuar a criar novas aplicações, gerando novos mercados e infinitas oportunidades comerciais.

Na FESPA Digital Printing, você confere ao vivo equipamentos, tintas, softwares e insumos em todas as tecnologias digitais de impressão têxtil, para escolher a que melhor irá se adaptar ao seu processo produtivo e aos itens que sua empresa comercializa para o mercado.

Fonte: FESPA.com

eijy18

eijy18

Rolar para cima